FABIO BEZUTI

FabioBezuti_shot01_075.jpg

 

Tem atuado regularmente como pianista, coach de dicção e diretor musical em diversos recitais, produções de ópera e festivais no Brasil, México, Estados Unidos, Espanha, França, Itália e Suíça.

Dentre algumas produções em que atuou como pianista e preparador vocal destacam-se Falstaff, La Traviata, Rigoletto, Pagliacci, Il barbiere di Siviglia, Don Pasquale, Le nozze di Figaro, Così fan tutte, Don Giovanni, Carmen, L’enfant et les sortilèges, Les contes d’Hoffmann, Oedipus Rex e Haroun and the sea of stories.

Radicado nos Estados Unidos desde 2005, Fábio Bezuti detém o diploma de Professional Studies, pela Manhattan School of Music e o título de Mestre em Piano, com ênfase no Repertório e Preparação Vocal, pelo Westminster Choir College.

Desde 2010, é pianista colaborador e preparador para o departamento vocal da Manhattan School of Music.


MARC VERZATT

Marc.jpg
 

Marc Verzatt, considerado melhor diretor cênico do ano pela revista Classical Singer em 2006, possui uma ativa carreira como diretor de ópera, opereta e teatro musical nos Estados Unidos, América do Sul e Europa. É um renomado preparador de interpretação teatral para cantores, e seu trabalho já o levou para diversos lugares dentro dos Estados Unidos, Alemanha e Suécia. Iniciou sua carreira teatral como bailarino para o MET Opera, depois de ter estudado teatro na Rutgers University. Estreou como diretor cênico em uma produção de Os Contos de Hoffmann, de J. Offenbach, para a Opera Columbus, e desde então tem dirigido produções para o Teatro Colón em Buenos Aires, Lyric Opera of Chicago, Houston Grand Opera e Florida Grand Opera. Ministrou cursos de interpretação e movimento e dirigiu diversas produções de ópera na Yale University’s School of Music Graduate Opera Program, onde foi docente entre 2002 e 2016. Em 2005 voltou para o palco do MET Opera para interpretar o ator em Ariadne auf Naxos, de R. Strauss.


MARIA RUSSO

Russo.JPG
 
 

O soprano dramático Maria Russo fez parte do elenco fixo da Ópera de Stuttgart e, posteriormente, da Ópera de Viena e da Volksoper de Viena, onde colaborou com os maestros Daniel Barenboim, Charles Dutoit, Christoph Eschenbach, Donald Runnicles e Wolfgang Sawallisch.

Destacam-se de seu repertório operístico Nabucco, Aida, Un Ballo in Maschera, Macbeth, La Gioconda, Cavalleria Rusticana, Mefistofele, Andrea Chenier,  Madama Butterfly, Il Tabarro, Tosca, Turandot, Der Ring des Nibelungen,Tristan und Isolde, Wozzeck, Elektra, Die Frau Ohne Schatten e Der Rosenkavalier.

Foi capa do New York Times em 2005, com a matéria “A Ring in the Rain Forest”, por sua Brünnhilde na produção integral de O Anel dos Nibelungos, de Wagner, em Manaus.

Graduada Mestre em Canto pela Northwestern University e pela prestigiosa Academy of Vocal Arts, Maria Russo é hoje diretora executiva da The Voice Foundation em Filadélfia, uma fundação sem fins lucrativos que estuda a voz através de pesquisas multidisciplinares e científicas.