GABRIEL - MAESTRO.jpg
 
 

Gabriel Rhein-Schirato - Maestro

Atualmente Coordenador do recém-iniciado Opera Studio do Theatro Municipal de São Paulo, atuou entre 2011 e 2014 como Maestro Assistente da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. fez seu bacharelado em piano com especialização em regência no Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo sob a orientação de Gilberto Tinetti, Aylton Escobar e Marco Antônio da Silva Ramos, congratulado com uma Láurea por Excelência Acadêmica. Prosseguiu por quatro anos seus estudos de especialização (Weiterbildungstudium) e pós-graduação (Künstlerische Ausbildung Zusatstudium) nas cidades de Stuttgart e Bremen, Alemanha, sob a orientação de Patrick Byrne. Em dezembro de 2007, foi aceito na Accademia Superiore Città della Musica e del Teatro (Pescara, Itália) para o Corso di Alto Perfezionamento Musicale. 
À frente da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, apresentou diversas obras do repertório sinfônico, operístico e, eventualmente, popular. Em 2012 e 2013, regeu a ópera Madama Butterfly no Jardim Japonês de Belo Horizonte. Em novembro de 2013, regeu Un Ballo in Maschera no Grande Teatro do Palácio das Artes. Realizou também a preparação da OSMG para outros regentes em obras como Giselle, Die Lustige Witwe, Carmina Burana e Fedra e Hipólito (em estreia mundial), entre outras, além ter comandado a Série de Concertos Didáticos. Em 2009, 2010 e 2011 foi maestro preparador no Coral do Amazonas, no Festival Amazonas de Ópera. No Theatro Municipal de São Paulo regeu, em setembro de 2013, a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo em uma das récitas comemorativas dos 45 anos de fundação do Ballet da Cidade. Ainda no mesmo Theatro, em março de 2014, dirigiu a ópera Il Trovatore e, em setembro de 2015, a ópera Thaïs.