natércia lopes

natercia.jpg
 
 

Fábio Bezuti

FabioBezuti_shot01_075.jpg

 

Cantora lírica capixaba de maior expressão, Natércia é conhecida por seus inúmeros sucessos em óperas, operetas, recitais e concertos sinfônicos realizados neste estado. Graduou-se em História pela UFES. Em 1971, iniciou sua carreira profissional na música, no auditório Fábio Ruschi. Em 1976, bacharelou-se em Canto pela EMES. Aperfeiçoou-se no Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro, em 1980. Na Europa, aprimorou sua técnica vocal, com aulas no Teatro Alla Scala, em Milão, Italia.

Na ocasião, excursionou por diversas cidades italianas com sua voz e sua arte, e apresentou-se ainda em palcos da Polônia, França e Portugal. Sua voz, de timbre quente e intenso, e sua verve interpretativa foram e são sempre elogiados. Artista atuante nos principais teatros brasileiros, consolidou sua carreira nas décadas de 80 e 90. Hoje, é presença marcante nos principais teatros e salas do Espirito Santo.Natércia deixou marcas importantes como artista e cidadã consciente que é. Foi coordenadora da UFES – Universidade Federal do Espírito Santo e diretora da FAMES – Faculdade de Música do Espírito Santo, implementando esforços junto a outros mestres da Música para o desenvolvimento e aperfeiçoamento da  formação de músicos neste estado e ainda na melhoria dos equipamentos e espaços físicos, gestões marcadas pelo seu dinamismo ímpar e um amplo diálogo com os corpos docente e discente destas organizações. A Diva atuou Mimi, da ópera Lá Boheme, do compositor Puccini, como Madame Glavary, na famosa opereta A Viúva Alegre, montagem realizada no Theatro Carlos Gomes, com a participação da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo - OSES. Marcantes são ainda suas participações no Stabat Mater de Rossini e nas Galas Líricas realizadas no Theatro Carlos Gomes, bem como em concertos beneficentes. Recentemente, a convite da SECULT, realizou tournée com seu bem sucedido Recital de Canções pelas principais cidades do Espírito Santo, tendo recebido em 2013 da COES-Cia de Ópera do ES, uma homenagem especial por suas relevantes contribuições à Ópera no Espírito Santo. Atualmente assume o cargo de diretora artística do Festival de Música Erudita.

 

 

Radicado nos Estados Unidos desde 2005, o paulista Fábio Bezuti atua como pianista colaborador e preparador na arte do repertório vocal. Obteve Mestrado em Piano Acompanhamento e Coaching pelo Westminster Choir College, em Princeton ­ NJ. Ao longo de sua trajetória, destacam­se sua participacao como diretor musical e pianista da ópera Haroun and the sea of stories ­ Songbook, com música de Charles Wuorinen, baseado no livro homônimo de Salman Rushdie;e tambem como regente da ópera A dinner engagement, de Lennox Berkeley.

Desde 2010, é pianista e preparador integrante do Departamento Vocal da Manhattan School of Music. Além dessa atividade, Fábio Bezuti tem colaborado regularmente em diversos recitais, óperas e ministrado masterclasses em varias cidades dos Estados Unidos, Espanha, Itália, Suíça e Brasil. Em janeiro de 2013 fez sua estréia no Weill Recital Hall ­ Carnegie Hall, e em abril de 2014, retornou à mesma casa, para estrear no auditório Isaac Stern.

 

 

TARCÍSIO SANTÓRIO

 

 

Administrador, Marketeiro e Contabilista, 37 anos, capixaba e residente na capital, formado em Contabilidade, Administração e Marketing há mais de dez anos pela Faculdade Estácio de Sá e UNIVILA, organizador, projetista e produtor (com participação em importantes projetos culturais e esportivos). Inteirado com as mudanças do mercado e a valorização da cultura.

Há sete  anos  participando  de   duas  Organizações

que fizeram história no Espírito Santo: COES – Companhia de Ópera do Espírito Santo e Associação Coro de Câmara de Vitória. Tarcísio Santório além de organizar e colocar em prática sonhos de pessoas, se revela um projetista cultural sensível e dinâmico, com pleno domínio dos seus recursos produzindo projetos criativos, com alta valorização social e ao mesmo tempo cultural. Traz na bagagem eventos realizados para empresas com credibilidade   no   mercado   nacional   e   internacional:     AMB  Associação dos Magistrados do Brasil, AMAGES Associação dos Magistrados do Espírito Santo, Petrobras, Prêmio Tarú, Sebrae, OI, Shopping Rio Branco, SINAPRO Sindicato de Propaganda do Espírito Santo, Unimed, Shell, Federação  Unimed,  Ipsos   Marplan,CRC-ES, Polícia Civil, Empreendedor e colaborador do programa Cultura em Rede da Vale, entre outros seu Projeto “I e II De Portas Abertas para as Artes”. Um trabalho moderno e um forte potencial criativo e organizacional com uma equipe qualificada. Recebeu da empresa de telefonia OI (Institucional) em 2007 a missão e credibilidade de projetar em Vitória pela primeira vez o Evento Natalino “Diga Oi ao Natal”, onde desde seu slogan até a apresentação foi projetado por ele. Devido o sucesso obtido, a empresa OI patrocinou com parceria do SESI no ano 2008, dando continuidade ao evento, realizado do dia 05 a 19 de Dezembro, envolvendo mais de 300 pessoas na sua equipe de artistas, coralistas e técnicos.  Repetindo nos anos posteriores. Projeto e Direção Geral.

Dentro das produções participantes nos últimos 5 anos destacam-se: Festival de Música Erudita do Espírito Santo, Festival de Música Erudita do Espírito Santo – Itinerante, Festival Unicanto de Corais, CD Natércia Lopes, Memórias da Serra, Natal de Encantos, VOE - Vitória Ópera Estúdio, Ópera nos Bairros, Lançamento CD Idalina, Diga OI ao Natal, Ópera o Barbeiro de Sevilha, Concerto com Eliane Coelho, Maguinhos Jazz e Blues Festival, Ópera Il Combattimento, Ópera Madamma Butterfly, Concerto Verdi, Concerto Wagner, Turnê Natércia Lopes, Ópera Carmen, Ópera nas Escolas (A Criada Patroa), Così Fan Tutte , Pagliacci, Grande Missa em Dó menor – K427 (W. A. Mozart), Suor Angelica, Missa da Coroação - Isaac  Karabtchevsky - (W. A. Mozart).

Hoje assume o cargo de Presidente da COES – Cia de Ópera do ES, além de conselheiro da câmara de música do Conselho Estadual de Cultura.