Alceu Camargo.jpg
 
 

Alceu Camargo - Homenageado Capixaba

 Alceu Camargo nascido em Curitiba (PR), formado em violino pela UFRJ. Sendo premiado com uma medalha de ouro em concurso realizada pela Escola na mesma época.

Realizou concertos em sua cidade natal, no Rio de Janeiro e em diversas cidades do Sul e Nordeste do país. Participou da fundação da Orquestra Sinfônica Brasileira e passou a integrar-la. Em 1950, casou-se com Vera Silva Camargo, e fez um curso de graduação em violino na Escola de música da UFRJ.

Já fez concurso para a Orquestra da Sociedade Mineira de Concertos Sinfônicos de Belo Horizonte e também atuou como modelo de Câmara da mesma.

Atendendo ao convite da Sra. Ricardina Stamato da Fonseca e Castro, o casal transferiu-se em 1954 para Vitória - ES, para compor o corpo docente da Escola de Música do Espírito Santo (EMES), atualmente Faculdade de Música (FAMES).

Lecionou como professor de violino, harmonia e morfologia, canto coral, até o ano de 1977, quando se aposou.

Em 1962, uma pianista e professora Aurea Adnet entregou o cargo de director da EMES para Alceu Camargo, que teve um prazo de director até fevereiro de 1967.

Em 1962, criou uma pequena Orquestra de Câmara da EMES.

Foi em Vitória, que o seu lado de compositor. "Melodia" para piano. Os livros também são os seguintes temas: Hino da Escola Normal de Colatina de 1969, Hino Odontológico Brasileiro de 1966, Nostalgia 1980 - uma aula para uma Cantora Natércia Lopes com três tonalidades diferentes. Hino aos Mozarteiros 1990, Estudo Seresteiro, Valsa da Saudade, Caprichosa, Estudo em Si Menor, Redemoinho, Canzoneta e Canção Melancólica.

Foi fundador da EMES e da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo.

Alceu Camargo faleceu em Vitória, no dia 28 de Setembro de 2001, aos 94 anos.